CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Yalumba Hand Picked Shiraz Viognier 2004

De R$ 295,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Yalumba Hand Picked Shiraz Viognier 2004

Barossa Valley • Austrália

Longa vida aos vinhos australianos

De R$ 295,00 por



ESTA OFERTA ESTÁ ENCERRADA
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, o sommelier:

Comecei a apreciar vinhos australianos nas minhas passagens pela Inglaterra, onde eles começaram a compartilhar as cartas dos restaurantes com os vinhos europeus ainda na década de 60. Mas devo confessar que o Yalumba Hand Picked Shiraz Viognier, com corte típico dos vinhos do norte do Rhône me surpreendeu: uma vez vertido na taça, não cessava de evoluir e apresentar novos aromas, numa complexa elegância.

O primeiro vinho australiano que chamou a atenção do mundo - e cujos preços alcançam a altura de centenas de libras na Inglaterra - foi o Penfolds Grange, que se tornou um ícone internacional em 1951. E você deve estar se perguntando: como aparece um monstro sagrado destes? Trabalho, muito trabalho do enólogo Max Schubert, que se dedicou a estudar os segredos de Bordeaux e os utilizou na produção do Grange. Várias de suas safras obtiveram as máximas pontuações de Parker e da Wine Spectator. A partir daí, abriram-se as portas da Europa para os vinhos da Austrália e a resposta foi mais vinícolas oferecendo produção com qualidade.

Porém, nem sempre foi assim. Na Austrália, a bebida oficial ainda é a cerveja. No entanto, a preferência nacional pelo malte não impediu que o país entrasse com tudo na briga pela produção de vinhos de qualidade. Sua indústria vinícola já vem se desenvolvendo há alguns anos e, com certeza, começa a surpreender.

A receita é simples: pegue um grande país como a Austrália, com muitos climas e microclimas, ou seja, diferentes terroirs; combine com investimento em tecnologia de ponta; adicione a utilização somente de clones de uvas de qualidade importadas da Europa; e finalize com uma legislação federal que já garante leis básicas logo no início da produção no país. Está pronta uma história de sucesso!

Pioneiros em viticultura com tecnologia avançada e pegando emprestado do Velho Mundo a sabedoria na hora de produzir vinhos finos, os australianos já mostram que chegaram para ficar.

Notas de degustação:

Cor vermelha com nuance caramelo. Apresenta aromas de ameixa e frutas vermelhas em compota, cedro, notas de café, chocolate e especiarias. Na boca, carnudo, com taninos aveludados, bom corpo e final longo.

Harmonização:

Para este tinto, pense num prato suculento e lembre-se também que a origem é australiana, portanto, carnes ensopadas, assadas, de cordeiro ou de boi. Invista nisso e conte-nos sua experiência!

Mauricio Szapiro

... é engenheiro, enófilo e entusiasta. Há mais de 10 anos é membro da ABS-Rio, atua como sommelier, modera grupos de degustação e é autor do “Momentos Divinos”, caderno de anotações e memórias enológicas. Não satisfeito, segue adiante em busca de novos sabores e experiências.

Detalhes

O que você recebe:
1 garrafa X 750ml 

Estilo:
Tinto 

Safra:
2004

Composição:
95% Shiraz, 5% Viognier 

Teor Alcoolico:
14,5% 

Envelhecimento:
12 meses em carvalho americano e francês (10% novo) 

Pontuação:
93 RP

Mais sobre a Yalumba:

Não é à toa que Hugh Johnson no seu guia 2012 se derrama em elogios à vinícola Yalumba. Afinal, 160 anos depois de fundada, ela é mantida pela mesma família como uma das grandes vinícolas australianas, apoiando-se no clássico tripé: terroir, qualidade técnica e visão de mercado. A árvore genealógica da família Smith assemelha-se a uma vinha, em que a qualidade dos frutos aumenta com o tempo de vida. Em reconhecimento a esta qualidade, Robert Parker recentemente concedeu mais de 90 pontos a 13 dos vinhos da Yalumba, sendo que 5 levaram 96 pontos. A Yalumba produz 10 tipos de uvas em suas fazendas, e a partir delas originam-se vinhos varietais e de cortes diversos, sendo Shiraz e Viognier as suas principais estrelas.