CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Tizac Finca La Retamas Cabernet Sauvignon 2008

De R$ 87,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Tizac Finca La Retamas Cabernet Sauvignon 2008

Catamarca • Argentina

Expedição Andina

De R$ 87,00 por



ESTA OFERTA ESTÁ ENCERRADA
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, o sommelier:

Quando pensamos em vinhos de origem argentina, lembramos principalmente das regiões viticultoras em torno de Mendoza. Afinal, são de lá as grandes referências, especialmente da uva Malbec, que foi responsável por elevar o status mundial dos vinhos argentinos. Na verdade, nossos “hermanos” têm a sorte de ter muitas outras regiões para produção de vinhos de qualidade como San Juan, Salta, Catamarca, Patagônia, etc.

Para ampliar as experiências sobre esse grande potencial do terroir argentino, selecionamos agora o Tizac Finca Las Retamas Cabernet Sauvignon. Suas uvas foram cultivadas em vinhedos localizados a até 1800 metros acima do nível do mar, no Vale de Flambalá, situado na pequena região de Catamarca. Esta região localiza-se a noroeste da Argentina, próximo a La Rioja e Salta e também faz fronteira a oeste com o Chile.

A província de Catamarca apresenta o equilíbrio natural entre as montanhas dos Andes e o verde profundo dos vales. Apesar da escassez de água, o microclima local é bastante favorável para a viticultura, constituído pela grande altitude, clima oscilante entre temperaturas altas durante o dia e baixas à noite, solo arenoso, argiloso e pedregoso. De acordo com registros históricos, índios cultivavam uvas Bonarda em Catamarca, pouco antes de a região ser colonizada pelos espanhóis. Embora o local seja tradicionalmente um oásis para o cultivo de videiras, apenas recentemente os Vales de Catamarca estão sendo redescobertos por empreendedores.

Neste terroir riquíssimo, a variedade internacional Cabernet Sauvignon se adaptou e desenvolveu bem suas propriedades, graças às habilidades do enólogo Carlo Arizu. Como resultado, este vinho é intenso de cores e sabores, concentrado de aromas especiais. Essas características são realçadas ainda mais pelo período de 12 meses que o vinho permaneceu evoluindo em barricas de carvalho francês.

Notas de Degustação:
Cor rubi, já com um alourado nas bordas, apresenta-se no nariz com amplos aromas de frutas maduras, cassis, pelica, floral e especiarias. Boa acidez no paladar - que é longo -, elegante e com taninos bem colocados.

Harmonização:
Uma ótima pedida para equilibrar esse vinho é harmonizá-lo com carnes de caça, um pato ou ganso, temperados com alhos e ervas. Ou então, pratos de carne bovina grelhada ou cozida.

Mauricio Szapiro

... é engenheiro, enófilo e entusiasta. Há mais de 10 anos é membro da ABS-Rio, atua como sommelier, modera grupos de degustação e é autor do “Momentos Divinos”, caderno de anotações e memórias enológicas. Não satisfeito, segue adiante em busca de novos sabores e experiências.

Detalhes

O que você recebe:
1 garrafa X 750 ml

Estilo:
Tinto

Safra:
2008

Composição:
100% Cabernet Sauvignon

Teor alcoólico:
14%

Envelhecimento:
12 meses em barricas de carvalho francês

Mais sobre a Cabernet de Los Andes:

No ano de 2000, Pedro Vicien Arizcuren e Carlo Arizu se juntaram para fundar a produtora Cabernet de los Andes, localizada no Vale de Flambala. A vinícola conta com 100 hectares de vinhas nas áreas da família, divididas entre os cultivos das variedades Malbec, Cabernet Sauvignon, Tannat, Syrah e Bonarda. Atualmente, a produtora tem capacidade anual para produzir 250 mil litros de vinhos, envelhecidos em tanques de aço inox, tanques de cimento e barricas de carvalho francês e americano. 

Outras fontes:
http://www.tizac-vicien.com/
http://www.vinhosdomundo.com.br