CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Tierra de Luna Alta Colección Chardonnay 2010 - Caixa (6 unid.)

De R$ 180,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Tierra de Luna Alta Colección Chardonnay 2010 - Caixa (6 unid.)

Mendoza • Argentina

A vantagem de ser Chardonnay

De R$ 180,00 por



ESTA OFERTA ESTÁ ENCERRADA
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, o sommelier

Quando o assunto é vinho branco, Hugh Johnson, Jancis Robinson e outros especialistas ingleses demonstram grande entusiasmo pelos produtos da variedade Riesling. Provando um Riesling alemão ou alsaciano de primeira linha, fica muito claro o porquê de tanto entusiasmo: nas mãos de um vinhateiro competente, essa uva dá vinhos excelentes. Há quem prefira um Sauvignon Blanc – seja um Pouilly-Fumé, seja um exemplar da Nova Zelândia ou do Chile – com seu exuberante aroma frutado, mas todos ficam muito gratificados quando se deparam com um bom e honesto Chardonnay.

A Chardonnay é uma casta muito versátil, que se presta a uma grande variedade de estilos – dependendo, é claro, do microssolo e do clima onde frutifica e do objetivo do enólogo ao elaborar o vinho. Exemplos completamente diversos são dois clássicos que tem esta uva como base ou como estrela absoluta: os champanhes e os grandes brancos da Borgonha. No primeiro caso, basta nos lembrarmos do Krug Clos du Mesnil, 100% Chardonnay, que muitos consideram o maior de todos os champanhes; na Borgonha, do Montrachet, tido o rei dos vinhos brancos tranquilos, puro Chardonnay como todos os seus pares da região. Nos dois casos, além do terroir fantástico, os vinhos se beneficiam do fato de que a Chardonnay é certamente a uva que melhor suporta a fermentação e/ou um estágio em barrica.

Outro estilo é o Chardonnay sem passagem por madeira, privilegiando a fruta e o frescor, de longe o mais praticado em todo o mundo. É aí que se encaixa o argentino Tierra de Luna Alta Colección Chardonnay 2010, elaborado pela Bodega François Lurton, no Valle de Uco, uma reputada região vitícola de Mendoza. Nessa área, em especial, as grandes altitudes (mínimo de 800 metros) e a amplitude térmica (diferença de temperatura entre o dia e a noite) favorecem enormemente a produção de vinhos frescos e com ótimos aromas frutados.

Há vinhos que chegam impressionando, quase que impondo sua presença. São pesos-pesados, que chamam a atenção pelo volume, pelos taninos marcantes e, geralmente, por um alto teor alcoólico. Os preços também têm pesos correspondentes e muitas vezes nos obrigam a tomá-los somente em grandes ocasiões, raros momentos da vida. Outros vinhos já se apresentam mais discretamente, mas é só prová-los para descobrir como são amáveis, fáceis de beber e amistosos ao nosso bolso – parece que nasceram para agradar e permear as situações mais simples, mas não menos importantes, da nossa história. Assim é o Tierra de Luna Chardonnay: mais que um vinho para todos os momentos, é um vinho estratégico e versátil para se ter sempre em casa.

Notas de degustação:

Este Chardonnay já chega agradando aos olhos, com sua cor amarelo-palha com reflexos esverdeados, típica da variedade, que só faz confirmar sua origem. O nariz é muito simpático, mais uma vez com as características da casta: maçã verde, abacaxi e notas cítricas que contribuem para o grande frescor olfativo. Nuances de mel equilibram o conjunto, conferindo ao vinho um toque adocicado. O agradável frescor e uma boa cremosidade completam o quadro.

Harmonização:

Este Tierra de Luna pode ser bebido com prazer num dia quente, apenas beliscando algum petisco ou acompanhar pratos delicados como ele, como camarão, lula, peixe grelhado ou frango. 

Celio Alzer

... formou-se no rádio, produzindo e apresentando programas musicais e continua levando a vida numa boa, dando aulas de enologia na ABS Rio, ouvindo jazz e bebendo vinho – porque ninguém é de ferro... 

Detalhes

FRETE GRÁTIS 
Válido para as capitais dos seguintes estados: SP, RJ, MG, ES, GO, DF, RS, SC, PR*

O que você recebe:
6 garrafas X 750ml

Estilo:
Branco

Safra:
2010

Composição:
100% Chardonnay

Teor alcoólico:
13,5%

Temperatura de serviço:
10º a 12ºC

* Atenção: O frete grátis não compreende CEPs localizados em áreas de redespacho

Mais sobre a Bodega:

Os irmãos Lurton começaram sua produção na Argentina em 1996, se estabelecendo imediatamente em Mendoza. O primeiro vinhedo da empresa é localizado em Vista Flores, no Vale do Uco, a 1.100 metros de altitude, uma região até então deserta e sem nenhuma vinícola. Hoje, François Lurton possui 250 hectares, sendo 200 plantados. Uma pequena parte do terreno foi escolhida especialmente para a produção dos vinhos chamados Reserva e Gran Reserva, feitos a partir de uvas selecionadas, de uma colheita pequena e sem química na plantação.

François admite que a produção na Argentina foi desafiante, embora muito recompensadora. Por causa de sua localização, a Bodega Piedra Negra é construída de modo a suportar os abalos sísmicos da região. Após muitas reformas, hoje a Bodega está completamente pronta para a visitação do público.

 

Outras Fontes:

www.francoislurton.com

www.domainesfrancoislurton.com