CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Pulenta Estate Malbec

De R$ 79,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Pulenta Estate Malbec

Mendoza, Luján de Cuyo • Argentina

O primeiro da coleção

De R$ 79,00 por



PREÇO EXCLUSIVO PARA CADASTRADOS
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, o curador:

Mendoza é muito reconhecida pela fama dos seus vinhos, geralmente composto pela variedade Malbec, de propriedades bem aromáticas, encorpados e de grande impacto logo no primeiro gole. Mas o que nem todo mundo sabe é que essa província possui quatro áreas demarcadas que apresentam características naturais bem diferentes entre si; são elas: Alta do Rio Mendoza (Central), Valle de Ucco, região Sul e região Norte. Se por acaso você gosta dos vinhos mendocinos, tanto quanto eu, sugiro guardar uma garrafa de cada localidade para futuramente comparar a diferença de cada terroir.  

E para começar a sua coleção no melhor estilo, selecionamos o Pulenta Estate Malbec 2009, rótulo produzido pela bodega homônima que carrega em si a essência da sub-região de Lujan de Cuyo, zona Norte de Mendoza.

Toda essa região é fortemente influenciada pela Cordilheira dos Andes, desde o clima bem seco e frio, até a irrigação natural feita através dos rios subterrâneos, originários do degelo andino. Por ali, os solos são bastante pobres em matéria orgânica na superfície e pedregosos, quase comparáveis aos lugares mais desérticos. Isso beneficia consideravelmente o cultivo das videiras, já que a planta desenvolve raízes mais profundas para buscar seu alimento no solo.

As vinhas deste Malbec apresentam idade média de 20 anos e foram plantadas em 980 metros acima do nível do mar. Esses dois fatores influenciam, respectivamente, no rendimento e amadurecimento das uvas e, consequentemente, garantem um nível alto de qualidade para os vinhos. Para finalizar, o produtor envelheceu o vinho em caves subterrâneas com temperatura controlada durante um ano em barricas de carvalho francês, como forma de balancear ainda mais suas propriedades.

Notas de degustação: 

Rubi escuro, profundo; no nariz, complexo, onde explodem aromas de frutas vermelhas em compota, ameixa em calda, e também aparecem camadas de chocolate e baunilha. Na boca, carnudo e equilibrado, com taninos redondos. Este vinho está prontíssimo para nosso prazer.

Harmonização:

Para um jantar intimista, minha sugestão é uma massa com cogumelos no tomilho (parpadelle al ragu di funghi), ou então, um tagliatelle com ragu de pato. Outra boa aposta é uma tábua de carnes suculentas.

Mauricio Szapiro

... é engenheiro, enófilo e entusiasta. Há mais de 10 anos é membro da ABS-Rio, atua como sommelier, modera grupos de degustação e é autor do “Momentos Divinos”, caderno de anotações e memórias enológicas. Não satisfeito, segue adiante em busca de novos sabores e experiências.

Detalhes

O que você recebe:
1 garrafa X 750ml
 

Composição:
100% Malbec

Estilo:
Tinto

Teor Alcoolico:
14,5% 

Safra:
2009

Envelhecimento:
12 meses em barricas de carvalho francês

Pontuações:
92 RP (Robert Parker)
89 WE (Wine Enthusiast)

88 IWC (International Wine Challenge) 

 

Mais sobre a Pulenta Estate:

Há três gerações, a familia Pulenta se dedica à viticultura em território argentino. Tudo começou em 1902, quando o casal Angelo e Palmina Pulenta, dois jovens imigrantes italianos, desembarcaram em Buenos Aires. Desde então, os herdeiros da família Pulenta continuam essa tradição, atualmente, através dos descendentes Eduardo e Hugo Pulenta. Em 2002, os irmãos fundaram a Bodegas Pulenta, uma propriedade localizada na zona de Alto Agrelo, em Lujan de Cuyo, área central de Mendoza. No total são 135 hectares de vinhedos situados a 980 metros acima do nível do mar, aos pés dos Andes.

Outras Fontes:

http://www.pulentaestate.com/