CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Pinot Noir Alsace Hugel

De R$ 90,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Pinot Noir Alsace Hugel

Alsace • França

Parece alemão, mas é francês

De R$ 90,00 por



PREÇO EXCLUSIVO PARA CADASTRADOS
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, o curador:

Existe uma região francesa onde não apenas a cultura como também a arquitetura são de grande influência germânica. Localizada ao extremo norte da França, a Alsácia, que faz fronteira com a Alemanha e parte da Suíça, já foi ocupada diversas vezes por militares alemães durante os períodos de guerras na Europa. 

Apesar dessa influência histórica, a Alsácia nunca deixou de fazer vinhos à moda francesa, pois os fatores naturais (clima, solo) e a produção das uvas a distingue do país vizinho. Essa região é muito bem avaliada pelos vinhos brancos excepcionais produzidos com Gewurztraminer, Pinot Blanc, Pinot Gris, Riesling, ou seja, as conhecidas cepas alemãs.

Os produtores da vinícola Hugel, aproveitando-se da sua posição geográfica e de um clima mais frio que o de grande parte da França, reproduziram um clássico da vinicultura da Borgonha. O Pinot Noir Hugel, apesar da garrafa em formato alongado, que caracteriza os vinhos alsacianos, é um tinto que representa muito bem o estilo bourguignon.

Ainda assim, este Pinot Noir apresenta características do terroir da Alsácia, especificamente no coração dessa região, em Riquewihr. De acordo com grande parte da crítica, a safra 2009 foi considerada de qualidade excelente.

Reza a lenda que, ainda na década de 90, Johnny Hugel engarrafou um de seus Pinot Noir com uma garrafa em formato borgonhês para inscrevê-la em um concurso de vinhos da Borgonha. Surpreendentemente, o seu vinho da Alsácia desbancou todos os cinco finalistas, conquistando o primeiro lugar entre os Pinot Noir da Borgonha.

Detalhe: Este vinho figurou na lista de Jorge Lucki no jornal Valor Econômico, como uma das melhores compras do mercado brasileiro em 2012...

Notas de Degustação:

No visual, parece um vinho clarete, com um rubi clarinho. No nariz, surpreende com seus aromas frescos e elegantes de cereja, morango, chocolate ao leite, cravo. Na boca, é leve, com taninos e acidez bem colocados. Uma delícia.

Harmonização:

Experimentei com uma panqueca de camarão com molho de tomate, adorei! Recomendaria também para massas e carnes grelhadas. 

Mauricio Szapiro

... é engenheiro, enófilo e entusiasta. Há mais de 10 anos é membro da ABS-Rio, atua como sommelier, modera grupos de degustação e é autor do “Momentos Divinos”, caderno de anotações e memórias enológicas. Não satisfeito, segue adiante em busca de novos sabores e experiências.

Detalhes

O que você recebe:
1 garrafa X 750ml 

Composição:
100% Pinot Noir 

Estilo:
Tinto

Teor Alcoólico:
12,5% 

Safra:
2009

Pontuação:
92 RP (Robert Parker) 


Mais sobre a Hugel & Fils:

A história da família Hugel remonta ao século XV, quando a primeira geração foi pioneira na viticultura da Alsácia, região localizada ao extremo oriente da França, fronteira com a Alemanha e Suíça. Com uma propriedade de 25 hectares em Riquewihr, sendo quase metade situada em zona de “Grand Cru”, Hugel combina métodos ancestrais com técnicas ultramodernas. Depois de sobreviver a duas Guerras Mundiais, a familia Hugel se manteve fiel aos princípios das primeiras gerações, trabalhando com perseverança e muita dedicação à viticultura na Alsácia.   

Outras Fontes:

http://www.hugel.com/