CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

La Fontaine Reserve Vin D’Auteur 2005 – Caixa (6 unid)

De R$ 290,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

La Fontaine Reserve Vin D’Auteur 2005 – Caixa (6 unid)

Bordeaux • França

Pela experiência de um vinho mais evoluído

De R$ 290,00 por



ESTA OFERTA ESTÁ ENCERRADA
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, o sommelier

Na minha opinião, todo cozinheiro deveria estudar e procurar entender mais sobre vinhos. Não estou dizendo que precisamos ser especialistas, mas é muito importante ter bons conhecimentos de harmonização. Afinal, uma experiência gastronômica não é feita apenas de uma ou outra área, só comida ou só bebidas. É a combinação de todos os fatores, desde a ocasião, os companheiros de mesa, o local, até obviamente, o que será servido. Porém, para efeito de uma tese, sendo purista, é basicamente o casamento entre o que se come com o que se bebe.  

Assim, para se criar um menu adequado para determinadas ocasiões, é necessário saber como buscar o equilíbrio dos sabores. E não estou falando apenas daquelas regrinhas básicas de harmonização, do tipo “oposição”, “doce com doce”, “ácido com gordura”. É mais que isso: me refiro à criação de um mapa, um registro mnemônico de sensações que, inicialmente aleatórias, apenas com o tempo começam a se encaixar em nossa mente.

Mas, deixando o blá-blá-blá de lado, o melhor dessa história toda é que para adquirir essa experiência, não há maneira melhor do que simplesmente praticar. Leia-se: beber!

Arrisco dizer que, nos últimos anos, tenho me dedicado bastante a essa missão. E para aprender ao máximo, sempre tentei sair da minha zona de conforto. Apesar da enorme gama de rótulos no mercado, principalmente aqui no Brasil, temos sido condicionados a gostar de um padrão determinado de vinhos. Cheios de fruta, amadeirados, com acidez forte, acima de tudo, são vinhos quase sempre jovens. Acaba que, quando somos apresentados a um produto mais evoluído, não é raro que o estranhemos.

Esse La Fontaine Reserve Vin d’Auteur 2005, por exemplo, foi um dos meus últimos grandes aprendizados. Se normalmente estamos acostumados com exemplares de Bordeaux sempre cheios de potência, fruta e acidez, nesse vinho já encontrei outro tipo de impacto. Primeiramente, não leva nada de Cabernet Sauvignon, mas sim grande parte de Merlot, equilibrado com a Cabernet Franc. Em segundo lugar, não tem nível alcoólico muito alto e isso é perceptível.

Ademais, depois que se ultrapassa esta barreira do condicionamento, é uma companhia agradável para momentos despretensiosos da vida. Não vai mudar sua vida, apenas fazer parte dela, tornando-a ainda mais agradável. Ah, um detalhe charmoso: as seis garrafas vêm efetivamente na caixa de madeira, como na foto!

Quer ter essa experiência na bagagem? O melhor caminho é viver... e beber. Um brinde. 

Notas de degustação:
Os sete anos de vida em garrafa são evidentes desde o momento em que o servimos na taça. Uma cor claramente granada, porém ainda com brilho. No nariz, as frutas frescas e as compotas já perderam espaço para o couro, as ameixas secas. Não restam dúvidas que são necessários alguns minutos desse vinho na taça antes de provar, para deixar os aromas se desenvolverem. Os taninos, já muito domados, dão leveza ao seu corpo. Eu, que gosto muito de embutidos e charcutaria, senti até um interessante retrogosto de linguiça curada no fundo da língua.

 

Harmonização:
Pense em beber esse vinho com os amigos, como uma vivência sensorial em conjunto. Mas depois, mude de assunto e siga em frente. Prove-o com um prato leve, de carne, mas não muito gorduroso. Pense talvez em uma codorna, vitela, ou até mesmo em um steak tartare.

Erik Nako

... é acima de tudo um glutão. Chef e sócio do bar italiano Prima Bruschetteria, dá aulas na ABS-Rio e faz viagens enológicas pelo mundo há mais de 10 anos.

Detalhes

FRETE GRÁTIS 
Válido para as capitais dos seguintes estados: SP, RJ, MG, ES, GO, DF, RS, SC, PR*


O que você recebe:
06 garrafas X 750ml

Estilo:
Tinto

Safra:
2005

Tempo de barrica:
3 meses

Composição:
70% Merlot e 30% Cabernet Franc

Teor alcoólico:
12,5°


* Atenção: O frete grátis não compreende CEPs localizados em áreas de redespacho

Mais sobre a Vignoble Massé:

Tudo começou em 1890, com o patriarca Daniel Massé que dispunha de apenas cinco hectares para o cultivo de vinhas, em Pompignac, região distante apenas vinte quilômetros de Bordeaux. A partir de 1940, o filho Pierre Massé seguiu a tradição da família e passou a colaborar com o pai no comando das vinhas. Em 1953, o visionário Pierre adquiriu o Château Queyssard, localizada poucos quilômetros abaixo da estrada de Pompignac. Este investimento foi muito importante para renovar as instalações e elevar a qualidade dos vinhos, que resultou também em um aumento significativo do consumo de seus vinhos. Atualmente, a propriedade conta com 55 hectares de vinhedos distribuídos por três fazendas, administradas por Francis e Martin, a terceira geração da família Massé.

Outras Informações: http://www.vignobles-masse.com