CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Kit Lanson Brut Rose Label com 2 taças rosas de cristal

De R$ 402,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Kit Lanson Brut Rose Label com 2 taças rosas de cristal

Champagne • França

Dia dos Namorados em tons rosados

De R$ 402,00 por



ESTA OFERTA ESTÁ ENCERRADA
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, o sommelier

O que tinham em comum personalidades tão diversas quanto Oscar Wilde, a madame de Pompadour, sir Winston Churchill, Napoleão Bonaparte e  Alexandre II? Resposta: o gosto pelo champagne. O escritor irlandês dizia que “só as pessoas sem imaginação não conseguem encontrar um motivo para beber champagne.” Amiga íntima de Luís XV – e, como tal, figurinha fácil na corte francesa – a Pompadour alardeava que “o champagne é a única bebida capaz de deixar uma mulher bela, após bebê-la.” Churchill mereceu a deferência de ter uma garrafa de champagne de meio litro, feita exclusivamente para ele.

O imperador francês encontrava sempre um motivo para empunhar sua taça de champagne: “Na vitória, nós o merecemos; na derrota, precisamos dele.” E o czar de todas as Rússias, naquele tempo senhor da vida e da morte – e da moeda circulante, diga-se de passagem – só degustava sua bebida preferida diretamente de garrafas de cristal, fabricadas especialmente para seu deleite. Sem falar da bem-humorada Lily Bollinger, que costumava declarar: “Eu bebo champagne quando estou contente e quando estou triste. Às vezes, bebo quando estou sozinha, mas, quando estou acompanhada, considero obrigatório. Beberico, quando estou sem fome, e bebo de verdade quando estou com fome. Afora isso, nunca bebo champagne... exceto quando estou com sede.” O que prova que esse vinho é uma unanimidade entre pessoas de bom gosto.

Convém lembrar que só tem direito a usar esse nome o produto nascido na região francesa da Champagne, feito com uvas locais e segundo regras muito rígidas, que buscam nada menos que a excelência. Uma das casas mais tradicionais do ramo é a Lanson, fundada em 1760, com sede na capital champenoise, a cidade de Reims. E dentre a gama de produtos de seu portfólio, destaca-se este admirável Rosé Brut, elaborado com as três variedades clássicas – e únicas autorizadas para a região: Pinot Noir, Chardonnay e Pinot Meunier.

 

Notas de degustação:

A delicada cor rosada, de um salmão bem clarinho, é um convite à intimidade e garantia de amor à primeira vista. O perlage nervoso e com bolhinhas de gás carbônico diminutas informa que a vinificação e a tomada de espuma foram feitas lentamente, como deve ser. O nariz confirma a origem das uvas: os 53% de Pinot Noir são os responsáveis pelos aromas florais e pelas discretas notas de frutas vermelhas; o frescor e a delicadeza vêm principalmente dos 32% de Chardonnay; e os 15% de Meunier abraçam e dão estrutura ao conjunto. A vinosidade na boca é mais uma característica das uvas tintas, também responsáveis pela sutil presença dos taninos. Final longo, uma boca fresca e perfumada antecipam a inevitável declaração: foi um prazer estar com você, espero encontrá-lo novamente.

Harmonização:

Como lembrava madame Bollinger, champagne é bom em qualquer circunstância. No filme “O pecado mora ao lado”, sem qualquer pudor, Marilyn Monroe bebia com batata frita. Nada contra, mas o melhor mesmo é usar este rosé como um elegante aperitivo; acompanhando peixes – salmão é uma ótima –, ostras, camarão, cavaquinha e carnes brancas em geral. Carpaccio de carne ou de surubim também vão bem. E uma salada de frutas frescas vai ficar muito mais charmosa.

Celio Alzer

... formou-se no rádio, produzindo e apresentando programas musicais e continua levando a vida numa boa, dando aulas de enologia na ABS Rio, ouvindo jazz e bebendo vinho – porque ninguém é de ferro... 

Detalhes

FRETE GRÁTIS
Válido para as capitais dos seguintes estados: RJ, SP, MG, ES, GO, DF, RS, SC, PR*


O que você recebe:
1 garrafa X 750ml

Estilo:
Champagne

Composição:
53% Pinot Noir; 32% Chardonnay; 15% Pinot Meunier

Teor alcoólico:
12,5%

Tempo de envelhecimento:
Aproximadamente três anos

Pontuação:
92 Wine Spectator (WS)


* Atenção: O frete grátis não compreende CEPs localizados em áreas de redespacho

Bom para comemorar a dois

Dizemos que, ao provar seu primeiro champagne, o monge beneditino Dom Pérignon, hoje um dos maiores nomes produtores da bebida, disse estar bebendo estrelas! Se a frase foi realmente proferida por Dom Pérignon ou se é mais uma das lendas que envolvem essa bebida mágica, não temos como comprovar. O fato é que não é à toa que o champagne, a chamada bebida dos deuses, está presente em todas as principais comemorações, como competições esportivas, nascimentos, Ano Novo e casamentos. As borbulhas, o aroma, a cor, as taças altas e tudo o que envolve o champagne remetem a uma grande festa.

Este kit Lanson não poderia ser mais comemorativo. Todo em tons de rosa, esta caixa traz uma garrafa de champagne rosé com duas taças rosas de cristal. Pronto para ser degustado a dois. Da cor do Dia dos Namorados, é o presente perfeito para celebrar uma união duradoura.