CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Duo Verão Sulafricano Avondale : Rosé +Chenin Blanc

De R$ 113,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Duo Verão Sulafricano Avondale : Rosé +Chenin Blanc

Paarl Valley • África do Sul

Meu verão sul-africano

De R$ 113,00 por



ESTA OFERTA ESTÁ ENCERRADA
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, a sommelière:

Foi numa tarde típica de verão no Rio de Janeiro - sol a pino e muito calor – que os conheci. Foi amor à primeira vista e em dobro, fazer o quê? Como era impossível escolher um só, resolvi abraçar os dois e correr com eles juntos para uma piscina ou praia mais próxima. Como todo “amor de verão”, a experiência durou pouco (as garrafas acabaram cedo demais), mas de tão prazerosa que foi, resolvi reviver esses maravilhosos momentos e propor esse duo: um Rosé e um Chenin Blanc sul-africanos com a cara do verão brasileiro.

Digo “a cara” não apenas por serem ótimos e refrescantes vinhos, ideais para se beber no calor da estação mais quente do ano. Fora isso, África do Sul e Brasil tem muitas coisas em comum, a começar pelo clima que, apesar de mais seco, é bem quente e ensolarado. A natureza abundante também é um dos elementos principais que unem os dois países. Segundo a filosofia da vinícola Avondale, responsável por esses dois rótulos, para conseguir êxito é necessário produzir “vinhos aprovados pela Mãe Natureza”. Por isso, eles utilizam apenas métodos biológicos e orgânicos de cultivo. Suas vinhas são cultivadas em blocos de um hectare, onde é possível distinguir cada variedade, de acordo com o tipo de solo. Quase um “corte” a partir de uma mesma uva. Esse método também possibilita um maior controle de irrigação e remineralização do solo, a fim de nutrir especificamente cada variedade de vinhas. O foco da produtora é qualidade e não quantidade, sempre respeitando a “Mãe-Terra”.

Após tamanho cuidado, a natureza nos agradece nos presenteando com vinhos maravilhosos, “fora do padrão”. E repito, quando provei esse duo, logo me apaixonei. O Rosé, feito do corte de Muscat e Mourvèdre, chama logo atenção pelo seu magnífico tom bronze (isso mesmo, bronze. Uma cor que parece adquirida após um dia inteiro na praia), assim como o aroma muito agradável e rico que se estende à boca.   

O Chenin Blanc, por sua vez, como todo vinho feito integralmente da uva francesa, é branquinho, quase não gosta de sol, mas é muito simpático e bem elegante. Por isso, a uva também é usada para compor bons vinhos doces na África do Sul. Lá, ela encontrou o terroir perfeito e é uma das uvas brancas mais cultivadas do país, gerando excelentes resultados. Aqui, no Brasil, posso dizer que essa dupla fará muito sucesso àqueles que se deixam envolver. Só tome cuidado pra esse amor de verão não virar um caso pra vida inteira. 

Notas de Degustação e Harmonização:

Avondale Chenin Blanc
Cor amarelo palha clara. No nariz, chama a atenção o intenso floral, com acácias sobressaindo. Frutas brancas e frutas cítricas, é muito gostoso na boca, o que confirma a promessa olfativa, boa acidez e persistente. Ótimo como aperitivo ou acompanhando pratos de peixe e frutos do mar com molhos suaves; no caso de sobremesas, ficará ideal com frutas ou amêndoas. Ou então, pratos com um leve toque de especiarias, abobrinhas recheadas e temperadas ao curry.

Avondale Rosé
Coloração salmão, mais intenso que a famosa cor conhecida como "casca de cebola", referente aos rosés da Provence. É um vinho bem aromático, com predominância de flores, principalmente, e frutas vermelhas fresquinhas. Tem uma boa persistência na boca, além de ser estruturado, um vinho que pede comida. Eu bebo este rosé na beira da piscina. Só os aromas deste vinho já são maravilhosos, mas para completá-lo lá vai uma boa dica: comidas thai com pouca pimenta, ou até umas almôndegas com molho de tomate. 

 

Lolô Riccobene

... é sommelière formada na The Wine School, escola internacional de sommeliers da Jancis Robinson. Há mais de quatro anos dedica-se à enogastronomia, setor pelo qual é apaixonada e em que trabalha por prazer, como costuma dizer.  

Detalhes

O que você recebe:
1 garrafa x 750ml de Avondale Chenin Blanc 2010
1 garrafa x 750ml de Avondale Rosé 2010

Avondale Chenin Blanc
Estilo: Branco
Safra: 2010
Composição: 100% Chenin Blanc
Teor alcoólico: 13%
Envelhecimento: Aço Inox

Avondale Rosé
Estilo: Rosé
Safra: 2010
Composição: Muscat, Mourvèdre
Teor alcoólico: 12%

Mais sobre a Avondale:

Em 1997, John e Ginny Grieve, empresários do ramo de alimentos, adquiriram a fazenda Avondale com aproximadamente 160 hectares, localizada nas encostas da montanha Drakenstein Klein, ao sul da cidade de Paarl, África do Sul. Registros históricos indicam que a fazenda era uma das primeiras no Vale Paarl a se dedicar pelo cultivo de uvas viníferas. O maior desafio da Avondale é reutilizar a terra de longo uso, transformando-a em um robusto ecossistema equilibrado para a viticultura e garantindo um futuro para as próximas gerações. A produtora utiliza apenas o método biológico de cultivo das suas vinhas.

Outras fontes:

http://www.avondalewine.co.za

http://www.vinhosdomundo.com.br