CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Duo Malbec França e Argentina

De R$ 105,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Duo Malbec França e Argentina

Mendoza e Cahors • França e Argentina

Tudo o que a Malbec pode oferecer

De R$ 105,00 por



ESTA OFERTA ESTÁ ENCERRADA
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra o curador:

Não tenho estatística da quantidade de Malbec importada da Argentina, mas posso afirmar que é tão grande que todos os membros do Selo Reserva já tiveram mais de uma oportunidade de tomar alguns goles. Tendo encontrado na Argentina, principalmente em Mendoza, um terroir apropriado, a Malbec tornou-se a uva mais famosa dos nossos hermanos. Fácil de beber, bom de harmonizar com comidas diversas, a Malbec argentina faz parte do cardápio da maioria dos restaurantes. E, sabendo disto tudo, torna-se então um desafio para o curador propor novas experiências com a uva.

Desta vez, buscamos oferecer um duo franco-argentino, apesar de o vinho argentino Sophenia ter algum sotaque francês, pois está sob a batuta do mestre Michel Rolland, enólogo consultor da vinícola. E vem de Cahors a referência francesa, pois foi esta a região que manteve e desenvolveu vinhedos de Malbec em Bordeaux depois do estrago causado pela filoxera no século 20. Nossa ideia então é oferecer a oportunidade de degustar 2 vinhos de diferentes estilos, de uma uva conhecida também por Cot e Auxerrois na França, e depois contar para os amigos de copo: “meninos, eu vi!”, ou melhor, no caso, “meninos, eu bebi!”.        

Notas de Degustação:

O Chatons du Cèdre apresenta cor rubi, ainda com reflexo levemente violáceo; no nariz, um pouco mais austero que seu primo francês, violeta, cassis, frutas vermelhas, especiarias e alcaçuz. Na boca, ótima acidez e equilíbrio com taninos já domados, aveludados. Boa persistência. 

O Sophenia se apresenta com um belo visual da sua juventude, vermelho púrpura, e o nariz repleto de aromas intensos de frutas e especiarias, com uma baunilha elegante. Na boca, vem com boa pegada, e persiste por bons momentos.  

Harmonização:

O estilo deste Malbec francês indica para "pegar pesado": cassoulet (por que não uma feijoada também?), boeuf bourguignon, massas com embutidos, gigot de carneiro. O Sophenia Malbec é feito para as clássicas parrillas e outros assados de carne também.

Mauricio Szapiro

... é engenheiro, enófilo e entusiasta. Há mais de 10 anos é membro da ABS-Rio, atua como sommelier, modera grupos de degustação e é autor do “Momentos Divinos”, caderno de anotações e memórias enológicas. Não satisfeito, segue adiante em busca de novos sabores e experiências.

Detalhes

O que você recebe:
1 garrafa X 750ml Chatons du Cèdre 2008
1 garrafa X 750ml Finca Sophenia Malbec Reserva 2011 

Chatons du Cèdre 2008
Estilo: Tinto
Safra: 2008
Composição: 100% Malbec
Teor alcoólico: 13% 

Finca Sophenia Malbec Reserva 2011
Estilo: Tinto
Safra: 2011
Composição: 100% Malbec
Teor alcoólico: 14,5%
Envelhecimento: Mínimo de 10 meses em barricas de carvalho francês e americano

Mais sobre os produtores:

Chatons du Cèdre: Domaine de referência na região de Cahors. Resultado de um trabalho árduo de Pascal Verhaeghe, produtor que trabalha com qualidade constante há muitos anos, possui 25 hectares na comuna de Vire-sur-Lot, onde estão os melhores terroirs de Cahors. 90% de sua produção é da uva Malbec (conhecida lá como Auxerrois). Pelo seu amor e rigor na produção de vinhos, a família é considerada um orgulho para a AOC Cahors. O seu sucesso deve-se a dois segredos: são utilizadas barricas de 500 litros (as barricas bordalesas são para 250 litros), o que faz com que o vinho seja menos marcado pela madeira; e a idade das vinhas, que dá grande personalidade ao produto.

A Finca Sophenia vinifica uvas de Tupungato, a 1300 metros de altitude, aproveitando todas as vantagens que isto pode transferir aos vinhos. E utiliza-se de todos os recursos tecnológicos modernos, e dos conhecimentos de sua equipe de enólogos, supervisionados pela equipe do reconhecido Michel Roland. 

Outras fontes:

www.worldwine.com.br

www.sophenia.com.ar

www.chateauducedre.com