CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Duo Barbera D’Alba e Dolcetto Cascina Ballarin

De R$ 224,40 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Duo Barbera D’Alba e Dolcetto Cascina Ballarin

Piemonte • Itália

O sabor do Piemonte

De R$ 224,40 por



ESTA OFERTA ESTÁ ENCERRADA
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, o curador:

É das montanhas de La Morra, comuna italiana com pouco mais de dois mil habitantes, que se origina esse duo. Tanto a uva Dolcetto, quanto a Barbera, duas joias italianas, são cultivadas nessa região do Piemonte. Bastante famosas por lá, elas dão corpo e alma a esses dois vinhos italianíssimos.

Apesar de não ser um vinho “docinho”, como sugere seu nome na língua de origem, o Dolcetto D'Alba Pilade certamente tem uma doce delicadeza, uma acidez ligeira, com boca refrescante e redonda. É muito fácil de beber, capaz de ser degustado em grandes e ricos goles. O que eu chamo de “vinho gastronômico”!

Já o Barbera D’Alba Pilade é feito da uva mais popular do Piemonte e uma das mais famosas em toda a Itália (ao lado da Sangiovese). Para quem não sabe, uma curiosidade: a Barbera D’Alba foi uma das primeiras uvas cultivadas pelos italianos no Brasil. Ela costuma originar vinhos excelentes para acompanhar refeições feitas – ou não – pela nona. Esse exemplar, pelo seu teor alcoólico, digo que acompanha bem na digestão de uma massa com molho de carne ou apimentada.

O nome “Pilade” que aparece nos dois vinhos se refere às vinhas de onde são cultivadas as variedades. Com quase 40 anos e de fácil cultivo, elas produzem uvas que amadurecem prematuramente e exigem bastante cuidado ao serem vinificadas.

Notas de Degustação:

Barbera D’Alba Pilade
Rubi com reflexo levemente granada, apresenta aromas florais, moca, caramelo, cravo, frutas vermelhas compotadas. Na boca, é intenso e persistente; equilibrado e elegante, com taninos redondos..

Dolcetto D’Alba Pilade
Rubi sem reflexos nítidos, no nariz frutas maduras, ameixa na calda, especiaria e um toque de horteala. Na boca, médio corpo, média persistencia e equilibrado, o que faz do Dolcetto ser um vinho tao versátil e gastronômico.

Harmonização:

Barbera D’Alba Pilade
Embutidos, assados, massas com molho ragú,

Dolcetto D’Alba Pilade
Massas, pizzas, calzone, lombinho de porco.

 


Mauricio Szapiro

... é engenheiro, enófilo e entusiasta. Há mais de 10 anos é membro da ABS-Rio, atua como sommelier, modera grupos de degustação e é autor do “Momentos Divinos”, caderno de anotações e memórias enológicas. Não satisfeito, segue adiante em busca de novos sabores e experiências.

Detalhes

O que você recebe:
1 garrafa x 750ml de Barbera D’Alba Pilade
1 garrafa x 750ml de Dolcetto D’Alba Pilade

Barbera D’Alba Pilade
Composição: Barbera d’alba
Estilo: Tinto
Teor Alcoólico: 14%
Safra: 2009
Amadurecimento: 6 meses em barrica e 6 meses em garrafa

Dolcetto D’Alba Pilade
Composição: 100% Dolcetto
Estilo: Tinto
Teor Alcoólico: 13%
Safra: 2010
Amadurecimento: 6 meses em aço inox e 6 meses em garrafa

Mais sobre a Cascina Ballarin:

Uma verdadeira paixão transferida por gerações, aliado ao compromisso de se produzir vinhos de qualidade fizeram a vinícola Cascina Ballarin ganhar destaque na comuna de La Morra, na região de Piemonte. Sua história começa ainda em 1928, com a vinda dos primeiros familiares à região e, após, com a consequente construção da primeira adega. Atualmente, os responsáveis por manter a tradição e o comando da fazenda são os irmãos Giorgio e Gianni Viberti.

Outras fontes: 

www.cascinaballarin.it