CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Conde D’Ervideira Garrafeira 2003

De R$ 169,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Conde D’Ervideira Garrafeira 2003

Alentejo • Portugal

Um mergulho nas mais profundas e agradáveis memórias do Alentejo

De R$ 169,00 por



ESTA OFERTA ESTÁ ENCERRADA
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, o sommelier

Lembro-me bem da cidade de Évora, capital da região do Alentejo. Dos aromas de castanhas na brasa da praça e dos frangos assados em biroscas fora do muro. Lembro-me também dos sabores da Tasquinha do Oliveira, meu restaurante preferido por lá: o presunto de porco preto e suas bochechas braseadas, a sapateira, o arroz de pombo, o cabrito assado, da torta de perdizes, as crocantes e delicadas pataniscas de bacalhau. Lembro principalmente dos olhos maravilhados, dos tremoços no bar, de visões colossais, de história em tempo real. Lembro-me de tudo em cada detalhe.

Apesar de a memória não falhar, às vezes precisamos de um estímulo para acessar todas essas pequenezas na mente. Na última semana, esse estímulo se chamou Conde d’Ervideira Garrafeira 2003. Na rolha, todos os dados mnemônicos ressurgiram como se fossem agora e eu estivesse prestes a dar mais uma garfada. O Alentejo se reconstruiu e se sintetizou bem diante dos meus olhos, nariz e boca.

E nesse estado de completo êxtase, em que buscava emocionado por todas aquelas lembranças, quis dividir com o mundo, mas simplesmente fiquei sem palavras. Até agora.

 

Notas de degustação:

Aromas de compotas de frutas e figos secos com complexidade elevada pela madeira; pão torrado e café estão presentes. É aveludado na boca, com suaves taninos, já domados com o tempo. Para acompanhar, um arroz de pombo seria perfeito. Entretanto, diante de uma falta de aceitação, um arroz de pato cairá muito bem!

Harmonização:

Casamento ideal com cogumelos, pimentões, carnes vermelhas. Excelente com queijos brie, camembert e também fondue. Na cozinha portuguesa, bacalhau ao forno, com azeite, cebolas e batatas (adicionar tomates vermelhos inteiros).

Mauricio Szapiro

... é engenheiro, enófilo e entusiasta. Há mais de 10 anos é membro da ABS-Rio, atua como sommelier, modera grupos de degustação e é autor do “Momentos Divinos”, caderno de anotações e memórias enológicas. Não satisfeito, segue adiante em busca de novos sabores e experiências.

Detalhes

Estilo:
Tinto

Composição:
Trincadeira, Aragonêz e Alicante Bouschet

Tempo de Barrica:
12 meses

Graduação Alcoólica:
15°

Safra:
2003

Mais sobre a Ribeira da Ervideira

Localizado na região do Alentejo, a fazenda Ribeira da Ervideira pertence à família Leal da Costa, descendentes diretas do Conde de Ervideira, agricultor de sucesso nos séculos XIX e XX. São 160 hectares de vinhedos subdivididos nas áreas da Vidigueira (110ha) e Reguengos (50ha), ambas dedicadas ao cultivo das uvas: Alfrocheiro, Trincadeira, Aragonez, Alicante Bouschet, Cabernet Sauvignon, Antão Vaz, Tinta Caiada, Touriga Nacional, Perrum, Arinto, Castelão e Roupeiro. Além de produzirem também azeites de oliva extra virgem de Galega e Cobrançosa. Atualmente, a Ribeira da Ervideira é administrada pela matriarca Dona Maria Isabel e pelos seis filhos. A direção enóloga é de responsabilidade de Nelson Rolo.

Outras fontes: www.ervideira.pt