CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Conde D'Ervideira Aragonês 2008

De R$ 78,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Conde D'Ervideira Aragonês 2008

Alentejo • Portugal

A surpresinha do Alentejo

De R$ 78,00 por



ESTA OFERTA ESTÁ ENCERRADA
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, o sommelier

Eis uma uva de várias faces: no Douro, é Tinta Roriz; no Alentejo, Aragonez; na região central da Espanha, é conhecida como Tempranillo; em Penedés, Ull de Llebre (orelha de lebre); na Ribera del Duero, Tinto Fino. Enfim, essa pluralidade representa bem o quão versátil é esta uva. Sua facilidade de produção em climas quentes e de grande insolação, com pouca necessidade de água, fez dela uma das grandes castas ibéricas, responsáveis por ícones como o Vega Sicilia Unico, Aalto e Pingus.

Vinhos desta uva podem apresentar uma boa evolução na guarda, pois sua cor se desenvolve para um rubi acastanhado, a acidez se equilibra e o aroma evolui para frutas secas e tabaco. E ainda preservam os taninos macios e uma textura deliciosa. Isso depende de alguns fatores, claro, como o terroir, do tempo de barrica e da qualidade das uvas.

O Ervideira Aragonez 2008 é certamente um exemplar digno da versatilidade desta casta. Foi um ano muito favorável na região do Alentejo e produziu vinhos com avaliações altíssimas. É um vinho bem gastronômico e que faz jus à região, trazendo bastante identidade e potência.

 

Nota de degustação:

Este vinho apresenta uma cor vermelha-rubi escura, brilhante, com reflexos granada. Isso é o que vemos de início. No nariz, uma grande variedade de aromas, que vão de frutas maduras a especiarias e tabaco, tudo com ótima qualidade. Ao colocá-lo na boca, toda a expectativa deixada pelo olfato se confirma com a boca se preenchendo com gosto intenso e elegante. Os taninos presentes e redondos permanecem pedindo uma boa comida portuguesa, com certeza!

Harmonização:

Este aragonês vai muito bem com carnes cozidas, cogumelos, e excelente com queijos curados. Na cozinha portuguesa, bacalhau ao forno, com azeite, cebolas, batatas e tomates vermelhos inteiros.

Mauricio Szapiro

... é engenheiro, enófilo e entusiasta. Há mais de 10 anos é membro da ABS-Rio, atua como sommelier, modera grupos de degustação e é autor do “Momentos Divinos”, caderno de anotações e memórias enológicas. Não satisfeito, segue adiante em busca de novos sabores e experiências.

Detalhes

O que você recebe:
01x750ml

Estilo:
Tinto

Composição:
100% Aragonês

Envelhecimento:
6 a 8 meses em barris de carvalho francês e americano

Graduação alcoólica:
14%

Safra:
2008

Mais sobre a Ribeira da Ervideira

Localizado na região do Alentejo, a fazenda Ribeira da Ervideira pertence à família Leal da Costa, descendentes diretas do Conde de Ervideira, agricultor de sucesso nos séculos XIX e XX. São 160 hectares de vinhedos subdivididos nas áreas da Vidigueira (110ha) e Reguengos (50ha), ambas dedicadas ao cultivo das uvas: Alfrocheiro, Trincadeira, Aragonez, Alicante Bouschet, Cabernet Sauvignon, Antão Vaz, Tinta Caiada, Touriga Nacional, Perrum, Arinto, Castelão e Roupeiro. Além de produzirem também azeites de oliva extra virgem de Galega e Cobrançosa. Atualmente, a Ribeira da Ervideira é administrada pela matriarca Dona Maria Isabel e pelos seis filhos. A direção enóloga é de responsabilidade de Nelson Rolo.

Outras fontes:

www.ervideira.pt