CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Champagne Lanson Rose Label

De R$ 235,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Champagne Lanson Rose Label

Champagne • França

A alta costura dos vinhos franceses

De R$ 235,00 por



ESTA OFERTA ESTÁ ENCERRADA
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, o sommelier

O que tinham em comum personalidades tão diversas quanto Oscar Wilde, a madame de Pompadour, sir Winston Churchill, Napoleão Bonaparte e  Alexandre II? Resposta: o gosto pelo champagne. O escritor irlandês dizia que “só as pessoas sem imaginação não conseguem encontrar um motivo para beber champagne.” Amiga íntima de Luís XV – e, como tal, figurinha fácil na corte francesa – a Pompadour alardeava que “o champagne é a única bebida capaz de deixar uma mulher bela, após bebê-la.” Churchill mereceu a deferência de ter uma garrafa de champagne de meio litro, feita exclusivamente para ele.

O imperador francês encontrava sempre um motivo para empunhar sua taça de champagne: “Na vitória, nós o merecemos; na derrota, precisamos dele.” E o czar de todas as Rússias, naquele tempo senhor da vida e da morte – e da moeda circulante, diga-se de passagem – só degustava sua bebida preferida diretamente de garrafas de cristal, fabricadas especialmente para seu deleite. Sem falar da bem-humorada Lily Bollinger, que costumava declarar: “Eu bebo champagne quando estou contente e quando estou triste. Às vezes, bebo quando estou sozinha, mas, quando estou acompanhada, considero obrigatório. Beberico, quando estou sem fome, e bebo de verdade quando estou com fome. Afora isso, nunca bebo champagne... exceto quando estou com sede.” O que prova que esse vinho é uma unanimidade entre pessoas de bom gosto.

Convém lembrar que só tem direito a usar esse nome o produto nascido na região francesa da Champagne, feito com uvas locais e segundo regras muito rígidas, que buscam nada menos que a excelência. Uma das casas mais tradicionais do ramo é a Lanson, fundada em 1760, com sede na capital champenoise, a cidade de Reims. E dentre a gama de produtos de seu portfólio, destaca-se este admirável Rosé Brut, elaborado com as três variedades clássicas – e únicas autorizadas para a região: Pinot Noir, Chardonnay e Pinot Meunier.

 

Notas de degustação:

A delicada cor rosada, de um salmão bem clarinho, é um convite à intimidade e garantia de amor à primeira vista. O perlage nervoso e com bolhinhas de gás carbônico diminutas informa que a vinificação e a tomada de espuma foram feitas lentamente, como deve ser. O nariz confirma a origem das uvas: os 53% de Pinot Noir são os responsáveis pelos aromas florais e pelas discretas notas de frutas vermelhas; o frescor e a delicadeza vêm principalmente dos 32% de Chardonnay; e os 15% de Meunier abraçam e dão estrutura ao conjunto. A vinosidade na boca é mais uma característica das uvas tintas, também responsáveis pela sutil presença dos taninos. Final longo, uma boca fresca e perfumada antecipam a inevitável declaração: foi um prazer estar com você, espero encontrá-lo novamente.

Harmonização:

Como lembrava madame Bollinger, champagne é bom em qualquer circunstância. No filme “O pecado mora ao lado”, sem qualquer pudor, Marilyn Monroe bebia com batata frita. Nada contra, mas o melhor mesmo é usar este rosé como um elegante aperitivo; acompanhando peixes – salmão é uma ótima –, ostras, camarão, cavaquinha e carnes brancas em geral. Carpaccio de carne ou de surubim também vão bem. E uma salada de frutas frescas vai ficar muito mais charmosa.

Celio Alzer

... formou-se no rádio, produzindo e apresentando programas musicais e continua levando a vida numa boa, dando aulas de enologia na ABS Rio, ouvindo jazz e bebendo vinho – porque ninguém é de ferro... 

Detalhes

FRETE GRÁTIS
Válido para as capitais dos seguintes estados: RJ, SP, MG, ES, GO, DF, RS, SC, PR*


O que você recebe:
1 garrafa X 750ml

Estilo:
Champagne

Composição:
53% Pinot Noir; 32% Chardonnay; 15% Pinot Meunier

Teor alcoólico:
12,5%

Tempo de envelhecimento:
Aproximadamente três anos

Pontuação:
92 Wine Spectator (WS)


* Atenção: O frete grátis não compreende CEPs localizados em áreas de redespacho

Mais sobre a Lanson

A vinícola Lanson foi fundada na região de Champagne, na França, no ano de 1760, durante o chamado “Grande Século”. A casa logo se adaptou à transição do vinho de Champagne para o espumante Champagne, acompanhando a tendência da época. Mas foi somente em 1837, ao formar uma parceria com Jean Baptiste-Lanson que a empresa levou o nome de Lanson Père et Fils. Hoje, aos 252 anos de idade, a Lanson é referência na produção de champagnes.

 

Outras Fontes:

www.lanson.fr