CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Bloc de Foie Gras d'Oie Rougié 145g

De R$ 190,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Bloc de Foie Gras d'Oie Rougié 145g

Cahors • França

Simplesmente delicioso

De R$ 190,00 por



ESTA OFERTA ESTÁ ENCERRADA
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, o curador:

Apesar de controverso, o foie gras de pato ou ganso continua sendo uma das mais aclamadas iguarias francesas. O "fígado gordo" tem a textura cremosa e o sabor delicado que tanto encanta aos gourmets. Muitas pessoas torcem o nariz para fígados comuns de galinha, pato ou ganso, mas poucos torcem o nariz para o foie gras, ao menos para seu sabor. Ele é delicado, cremoso e amanteigado, sem as fortes notas de ferro encontradas nos fígados comuns. Quando se morde um pedaço de foie gras, levemente frio ele toma conta da boca, e vai derretendo maravilhosamente, espalhando todo seu sabor. 

Dentre as duas aves, o ganso produz um foie gras maior, mais denso e cremoso que o de pato. Consequentemente, este é mais valorizado. Como ele fresco é extremente perecível, é comum a elaboração de conservas na forma de patés, terrines, mousses e outros. Para os franceses é impensável deixar uma iguaria tão apreciada estragar. Estas receitas fazem parte da história da gastronomia francesa e não são apenas uma forma de economizar o fígado. O Bloc é uma das mais nobres formas de se conservar o fígado, pois ele não é misturado a nenhuma outra carne ou gordura. É um foie gras em sua essência, apenas emulsionado com um pouquinho de água, para que sua textura fique ainda mais cremosa e temperado com especiarias, além do toque final com vinho do porto. 

Para os adeptos, nada melhor que um bom pão e um grande naco de foie gras sobre ele. Minha sugestão é regá-lo com um fio de azeite trufado. A combinação das duas gorduras mais valorizadas do mundo não podia ser melhor. 

Harmonização

Para uma combinação sem erros, use um Sautèrnes, o tradicional vinho de sobremesa. Pois, harmoniza perfeitamente e tem força o suficiente para não desaparecer, nem diminuir o sabor do foie gras. Eu gosto também de acompanhar com um porto, de preferência, um tawny jovem. O vinho já é tradicionalmente usado na confecção das terrines e como acompanhamento também vai maravilhosamente. 

Cristiano Lanna

... é um aventureiro gastronômico. Em busca de novos sabores, vive degustando o que há de melhor no mundo dos vinhos e da gastronomia. É chef e sócio do bar italiano Prima Bruschetteria e  também dá aulas na ABS-Rio.

Detalhes

O que você recebe:
1 embalagem X 145g 

Ingredientes:
Fígado de ganso gordo (foie gras), água, vinho do porto, sal, pimenta, antioxidantes.

Validade:
09/02/2015

Conservação:
Conservar em local fresco e seco.

Não Contem Glúten

Mais sobre a Rougié:

A ideia de montar a empresa surgiu em 1875, após Léonce Rougié participar de alguns workshops de gastronomia em sua cidade natal, Cahors, na França.  Após aperfeiçoar algumas técnicas, Rougié sempre buscou preservar ao máximo o bem estar das suas aves, como garantia de qualidade dos seus produtos finais. Hoje, a empresa é liderada pelo seu filho, Jean Rougié, que expandiu o conceito da marca dentro do mercado gourmet de alto luxo, e ampliou sua comercialização para mais de 100 países do mundo.

Outras Fontes:

http://www.rougie.com/