CADASTRE-SE AINDA HOJE E GANHE R$10*

Mauricio Szapiro e Erik Nako,
curadores de vinho e gastronomia

Aproveite os melhores vinhos e produtos gastronômicos do mercado, selecionados por chefs e sommeliers tão apaixonados pela boa mesa como você.


Quero me cadastrar

Já é cadastrado?
Faça seu login

oferta
(11) 3090-6073 / (21) 4042-2446 - Seg. à Sex. das 10h às 19h

Barranc Dels Closos Priorat Tinto 2009

De R$ 138,00 por Preço Exclusivo para cadastrados
CADASTRE-SE

Barranc Dels Closos Priorat Tinto 2009

Priorat • Espanha

Um belo exemplar do Priorato

De R$ 138,00 por



ESTA OFERTA ESTÁ ENCERRADA
Cadastre-se hoje, ganhe R$ 10 de créditos


Com a palavra, o sommelier:

Em meados dos anos 1970, depois de considerarem o conjunto de condições ecológicas, de cultivo da videira e até parâmetros etnológicos, especialistas da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) chegaram à conclusão que o Priorato reunia os fatores de qualidade para elaborar o melhor vinho do mundo. Não é pouca coisa, para uma pequena região produtora (1.925 hectares de vinhedos), que só seria reconhecida como denominación de origen em 1975. Mas o sucesso até que veio rápido, pois um decreto de 29 de dezembro de 2000 elevou a região à categoria de denominación de origen calificada (DOCa), transformando o Priorato na segunda região demarcada a alcançar esse status, depois da tradicionalíssima Rioja.

O Priorato fica bem no centro da província de Tarragona, na Catalunha; tem seiscentos e oito viticultores e noventa bodegas. A excelência de seu terroir e a habilidade de seus produtores fez da região um nome de grande prestígio no cenário do vinho espanhol. Os solos são pobres, de constituição vulcânica, formados por pequenas lâminas de ardósia – o que imprime a seus vinhos um marcado caráter mineral. Os vinhedos ficam em ladeiras e terraços muito íngremes. E, no verão, praticamente não chove, o que propicia um excelente estado sanitário da videira. Dominam as variedades tintas, com amplo predomínio da Garnacha, mas também boa presença das francesas Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah.

Como todas as demais cantinas da região, Mas Igneus é uma jovem bodega, fundada em 1996, e uma das três ou quatro de maior prestígio da região – fato reconhecido por José Peñin, autor do guia de vinhos mais respeitado da Espanha. Foi pioneira em viticultura orgânica e práticas ecológicas no Priorato. As uvas do Barranc dels Closos Negre 2009 vêm de três vinhedos com mais de trinta anos: Finca La Salanca, Costers de l’Ermita e Comellars. Vale lembrar que a expressão negre, em catalão, significa tinto, neste caso um corte de Garnacha Negra (70%), Cariñena (25%) e Merlot (5%). Depois da fermentação, o vinho ainda permaneceu oito dias em contato com as cascas, passando em seguida três meses em barricas de carvalho francês. Como é do gosto de muitos produtores orgânicos, foi engarrafado sem clarificação e sem filtração. Portanto, não estranhe se apresentar algum tipo de depósito.

Notas de degustação:

Desde a cor, o Barranc dels Closos não nega a sua origem: é de um púrpura carregado, típico da terra seca e inóspita do Priorato. O nariz vai pelo mesmo caminho: aromas intensos de frutas vermelhas (cereja, cassis), especiarias (cravo-da-índia, alcaçuz), além de um bom tostado da madeira – um nariz austero, talvez, porém muito elegante. Ótima chegada na boca, revelando uma acidez justa; encorpado, mas sempre elegante: os 15% de álcool não agridem nada, mas contribuem para a grande maciez. Os taninos estão prontíssimos, mas não se engane: este vinho ainda tem muita vida pela frente.

Harmonização:

Vinhos deste calibre certamente não são feitos para bebericar e exigem pratos à altura de sua potência. Experimente com carnes grelhadas, cordeiro, aves nobres (codorna, galinha d’angola) e queijos de massa semidura: se conseguir encontrar um manchego meia-cura deve ser uma ótima experiência. 

Ah, um detalhe: Robert Parker também gostou muito desse vinho, tanto que deu a ele a nota 91.  

Celio Alzer

... formou-se no rádio, produzindo e apresentando programas musicais e continua levando a vida numa boa, dando aulas de enologia na ABS Rio, ouvindo jazz e bebendo vinho – porque ninguém é de ferro... 

Detalhes

O que você recebe:
1 garrafa X 750ml 

Estilo:
Tinto

Safra:
2009

Composição:
80% Garnacha Negra, 20% Cariñena 

Teor alcoólico:
14%

Envelhecimento:
3 meses em barricas de carvalho francês 

Pontuações:
91 RP (Robert Parker)

Mais sobre Mas Igneus:

Os rótulos Barranc Dels Closos são assinados pela vinícola Mas Igneus, fundada em 1996 por Josep Maria Albet e Josep Maria Pujol Busquets. A produtora foi pioneira na implantação do cultivo orgânico entre as vinhas do Priorat, certificada pela Catalã Consell de la Producció Agrária de Catalunya (Espanha) e BIO Inspecta (Suiça). Atualmente Mas Ignes possui três fazendas, totalizando cerca de 11 hectares de vinhas, divididas entre o cultivo das variedades: Garnacha Negra, a Branca, Cariñena, Moscatel e em menor quantidade, Surah, Cabernet S. e Merlot. A adega de Mas Igneus está localizada na saída da vila de Gratallops, no coração de Priorat. 

Outras Fontes:

http://www.masigneus.com/